Rock

  • 06/12/2019
  • 0 Comentário(s)

Rock

Beto Bruno e Marcelo Gross se reencontram no palco do Opinião nesta sexta

Ex-companheiros de Cachorro Grande, vocalista e guitarrista apresentam repertório novo com sucessos da antiga banda.

Ex-companheiros de matilha na Cachorro Grande, que encerrou suas atividades este ano, Beto Bruno e Marcelo Gross sobem ao palco do Opinião na noite desta sexta (6), a partir das 21h.

O primeiro era o vocalista da banda e estreia na Capital seu projeto solo, enquanto o segundo era o guitarrista e já está independente na estrada há mais tempo, às vésperas de lançar seu terceiro disco.

Beto Bruno irá apresentar o repertório do álbum Depois do Fim, lançado em agosto. Em sua estreia solo, o cantor traz uma sonoridade que remete ao rock psicodélico dos anos 1960 e 70, além de influências da geração Madchester — grupos de Manchester que surgiram nos anos 1980, comoHappy Mondays e The Stone Roses, que mesclavam rock dançante e psicodélico. No palco, ele estará acompanhado por Eduardo Schuler (bateria), Sebastião Reis (violão e voz), Pedro Pelotas (piano e voz), Henrique Cabreia (guitarra e voz), Eduardo Hollywood (baixo e voz) e Gustavo X (guitarra).— Para mim, é muito importante. É a primeira vez que vou fazer um show em Porto Alegre com a banda nova, com o disco novo e já é no Opinião. Já estou dando um chute lá em cima — destaca Beto.

Conforme o cantor, o show será composto por 20 músicas: todas as 10 faixas de seu disco de estreia e mais outras 10 que considera as mais importantes da Cachorro Grande, entre outras que são lado B.

— Há músicas que a própria Cachorro Grande não tocava nos shows. Só que agora, numa banda com dois guitarristas e um violão, posso executar melhor algumas músicas que a banda só gravou, mas não apresentou em show por causa do formato limitado. Não podíamos interpretar músicas como Mundo Diferente e Cinema, que vão estar no repertório desta noite — explica Beto.

Power trio

Antes de Beto Bruno, Marcelo Gross irá subir ao palco com formação de power trio, acompanhado de Alexandre Papel na bateria e Eduardo Barreto no baixo. Também está prevista uma participação especial de Pedro Pelotas no piano. No repertório, o guitarrista irá tocar músicas de seus dois discos, Use o Assento Para Flutuar (2013) e Chumbo e Pluma (2017), além de faixas de seu terceiro álbum — intitulado Tempo Louco —, que está previsto para março de 2020. Também estão no setlist músicas que ele escreveu para a Cachorro Grande, como Dia Perfeito, Que Loucura, Sinceramente.

— Resolvemos fazer esse lance juntos para reunir os fãs da Cachorro Grande, que estão com saudade da gente. Tanto para apresentar coisas antigas quanto as nossas novidades. Vai ser uma noite muito especial, para trilhar novos rumos e mostrar nosso novo trabalho para a galera — sublinha Gross, sobrenome pelo qual é conhecido seu projeto solo.

Após se apresentarem separadamente, é possível que Beto Bruno e Gross dividam juntos o palco para tocar alguns clássicos da Cachorro Grande. Para lembrar os tempos de matilha. 

Fonte: Gaúcha ZH Música

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


Locutor no Ar

Ivens Abreu

Sábado na boa-Classicos Boleros

13:00 - 14:00

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Anunciantes